Processos e Procedimentos.

Para tudo o que se quer alcançar na vida só é possível por duas vias: processos ou sorte.

Considerando que a sorte não cabe a mim esperar, só me resta atenção perseverar pelo caminho dos processos. E seus procedimentos, é claro.

Procedimento são ações que devem ser realizadas em determinada situação. Por exemplo, a torneira está aberta desperdiçando água? o procedimento correto a se seguir é fechá-la.

Já processos são os procedimentos organizados logicamento fluindo em direção a um fim desejado. Por exemplo, para ter ter a louça limpa se faz necessário abrir a torneira, limpar com bucha e detergente, enxaguar tudo, colocar a louça no escorredor e por fim, fechar a torneira.

Qual o propósito disso tudo? À uma jornada. O ponto final será o último suspiro na última luz, e até o este momento derradeiro temos uma jornada de fim inevitável. O fim pode ser desconhecido e imponderável, porém o caminho para se chegar lá não o é!

Processos e procedimentos apenas são realmente úteis quando sobrevivem ao seu criador e alcança os que precisam ou querem saber eles. A isso se chama documentação. Isso existir, a documentação, é vital para qualquer processo. Pergunte à alguém de programação como ter a documentação facilita seu trabalho. E sua ausência é temerária, passa-se a não saber o que ocorre quando e onde. Como reagir a cada situação prevista ou já experimentada. Como reagir ao que se encontra ineditamente. O que fazer quando a vida acontece em sua frente…

A esta questão não possuo a resposta. A Vida é um conceito inalcançável para mim, confesso. Mesmo, jocosamente, quando digo que sou um “colosso intelectual dotado de gênio” não posso me permitir a ludibriar quem quer que seja com arroubos transcendentes de qualquer natureza. Não posso dizer que sei isso ou aquilo sobre a vida, apenas digo o que eu sei sobre o que eu vivi e sobre o que penso.

O que penso é que sobre a vida é o que eu penso sobre como se deve correr uma maratona… um passo por vez.

Conceitos difíceis, complexos ou mesmo inalcançáveis podem e devem ser fracionados para assim a mente poder compreender, absorver e manipulá-los.

E é isso que eu me presto a fazer aqui: documentar o que eu penso sobre as coisas e oferecê-las a quem quer que queira me dedicar um pouco de seu escasso tempo. Oferecer processos e procedimentos que acredito serem salutares de se ter e seguir.

O meu primeiro conselho é algo tão basilar até pouco tempo, tenha e persevere em seus objetivos. Não acredite que a sorte irá sorrir para você. Não permita que o imponderável controle sua vida. Com seus pés cabe você caminhar. Dedique tempo e esforço consciente e direcionado, que garanto que progresso ocorrerá. Ofereço como exemplo um provérbio chinês que diz “toda a grande caminhada começa com um primeiro passo”.

Toda maratona não passa de uma grande sequência de passos. Um passo, depois outro passo formando uma passada, depois outra e mais outra e mais outra… até a linha final. Para se obter o sucesso em uma maratona deve-se preparar. Treinar! Cruzar a linha final não é obra do acaso ou da sorte. O esforço persistente é o que leva até a linha final.

Por isso divido à quem estas linhas chegarem. Dedique o seu tempo, esforce-se de forma consciente e direcionada e que ao final haverá alcançado melhoras. Tudo graças ao esforço próprio e aptidão, não a algum lampejo de sorte. Uma que provará o que digo é a Karen.

Caminhe sempre para onde se quer ir. Caminhe sempre com as próprias pernas. Vá e não aguarde o imponderável…

Se isto que escrevi fora-lhe útil de alguma forma, regojizo-me em saber. Se não… bom, se não, só lhe resta ir tentar a sorte em outro lugar.

Cordialmente,

H.C.F.